quinta-feira, 31 de outubro de 2013

JARDIM BOTÂNICO DO MISSOURI - EUA

Arquivo: Henry Shaw Mausoleum.jpg
Foto 1
Jardim chinês
O Climatron
Um jardim bem cuidado das plantações de estilo vitoriano no Jardim Botânico de Missouri
JARDIM JAPONÊS
Jardim Botânico e Arvoredo do Missouri - St. Louis - Tourism Media
                                                                                  Foto 3

Jardim Botânico e Arvoredo do Missouri - St. Louis - Tourism Media
Fdoto 4


Jardim Botânico e Arvoredo do Missouri - St. Louis - Tourism Media

 Foto 5

Jardim Botânico e Arvoredo do Missouri - St. Louis - Tourism Media

Foto 6

Jardim Botânico e Arvoredo do Missouri - St. Louis - Tourism Media
Foto 7

Jardim Botânico e Arvoredo do Missouri - St. Louis - Tourism Media

Foto 8

Jardim Botânico e Arvoredo do Missouri - St. Louis - Tourism Media

                                                                                     Foto 9



Foto 10



 Foto 11



 Foto 12


O Jardim Botânico de Missouri, fundado em meados do século XIX em St. Louis, está entre os jardins mais antigos dos Estados Unidos. É conhecido por seu conservatório, uma das maiores e bem-sucedidas aplicações da geodésica, uma estrutura que conquistou a imaginação dos projetistas e do público nas décadas de 1950 e 1960.
Geodésico se refere à geometria das superfícies curvas. No caso de cúpulas geodésicas, a curvatura é criada a partir de unidades poligonais pré-fabricadas. A cúpula geodésica do Jardim Botânico de Missouri foi construída em 1960, época em que o conceito ainda era relativamente novo. Projetado por uma firma arquitetônica de St. Louis e composta de 2.425 painéis de plexiglas montados em esquadrias de alumínio, foi a primeira cúpula geodésica a ser usada como conservatório. 
A forma e a estrutura cumprem bem sua função: ela engloba um amplo espaço interno livre de colunas ou outra sustentação; fornece iluminação ideal; o clima interno pode ser controlado com precisão. Por isso a cúpula do Jardim Botânico de Missouri foi chamado Climatron (da expressão clima control technology, que significa "tecnologia de controle climático")

Tecnologia de microclima

O Climatron, que chega a 21 m de altura no centro e tem 53 m de diâmetro, cobre uma área de 2.230 m², o equivalente a mais de oito quadras de tênis. Nessa área são cultivadas mais de 1.200 espécies de plantas como orquídeasbroméliascoqueirosbananeirascafeeiros, e cacaueiros, todos disposto em um cenário,com penhascoscascataslagoscaminhos e pontes passando pela copa das árvores. 

umidade elevada e a alta temperatura (21°C) são mantidas por um sistema de controle de clima computadorizado. Para conservar o calor durante a noite, os painéis de plexiglas originais foram substituídos por vidro e plástico tratados termicamente durante uma reforma executada entre 1988 e 1990, a única interrupção desde a fundação.

Principais características do jardim incluem:
  • Tower Grove House (1849) e Herb Garden - casa de campo vitoriana de Shaw projetado pelo local proeminente arquiteto George I. Barnett no italiano estilo.
  • A vitória da ciência sobre a ignorância - estátua de mármore por Carlo Nicoli , uma cópia do original (1859) por Vincenzo Consani no Palácio Pitti , Florença .
  • Linnean House (1882) - Diz-se que é a mais velha  estufa no oeste, operando continuamente do rio Mississippi . O laranjal original de Shaw , no final de 1930 foi convertido para abrigar principalmente camélias .
  • Gladney Rose Garden (1915) - Circular jardim de rosas com pérgulas.
  • Climatron (1960) e espelhos d'água - a primeira cúpula geodésica do mundo  para ser utilizada como  estufa foi projetada pelo arquiteto e engenheiro Thomas C. Howard de Synergetics, Inc; floresta de várzea com cerca de 1500 plantas.
  • Inglês Woodland Garden (1976) acônito , azaléias , jacintos , cornisos , antúrios ,Trillium , e outros sob a copa das árvores. 
  • Seiwa-en Jardim Japonês (1977) - com 14-acre (5,7 hectare) chisen Kaiyu-shiki (jardim passeio molhado) com gramados e caminho em torno de um (1,6 ha) lago central de 4 hectares. Ele foi projetado por Koichi Kawana e é o maior jardim japonês na América do Norte.
  • Grigg Nanjing Jardim Chinês da Amizade (1995) - Projetado pelo arquiteto Yong Pan; principais características eram presentes de cidade irmã Nanjing , e incluem um portão lua , lotus porta , pavilhão, e rochas do estudioso chinês de Tai Hu .
  • Blanke Boxwood Jardim (1996) - murado platéia com uma coleção de buxo.
  • Straßenfest Garden alemão (2000) - flora nativa da Alemanha e da Europa Central; busto do botânico e científico conselheiro de Henry Shaw George Engelmann (esculpida por Paul Granlund )
  • Jardim bíblico , com árvores de palma , romã , figueiras e oliveiras, alcaparras , hortelã , citron plantas e outros mencionados na Bíblia .
  • Jardim Otomano com as características da água e xeriscape.
http://en.wikipedia.org/wiki/Missouri_Botanical_Garden


Nota informativa:

Henry Shaw o fundador do jardim construiu algumas residências nas proximidades do seu jardim hoje denominado O bairro Shaw. Este conjunto habitacional foi pelo menos parcialmente definido por Henry Shaw e ainda mantém as esperanças de seu fundador de criar um bairro ideal em torno de seu jardim botânico. Abaixo algumas fotos.





                                                                             Foto 14



                                                                               Foto 15



                                                                  Foto 16


Foto 1 : Foto de Jason Sturner 72 em:
MAUSOLÉU DE HENRY SHAW

Foto 3 a 9 : http://www.expedia.com.br/Jardim-Botanico-E-Arvoredo-Do-Missouri-St-Louis.d507258.Guia-de-Viagem
 Foto 10 : http://postsabeiramar.blogspot.com.br/2012/07/os-10-mais-belos-jardins-botanicos-dos.html
Foto 11 : http://postsabeiramar.blogspot.com.br/2012/07/os-10-mais-belos-jardins-botanicos-dos.html
Foto 12 : :http://postsabeiramar.blogspot.com.br/2012/07/os-10-mais-belos-jardins-botanicos-dos.html
Foto 13 : htt://facebook.com/serenityinthegarden
Foto 14 e 15:  http://stlouispatina.com/a-little-bit-of-shaw/
 Foto 16 : http://stlouispatina.com/shaw-place/

TÚNEL DE GLICÍNIAS


O túnel de Glicínias no jardim de Kawachi Fuji no Japão 31
O túnel de Glicínias no jardim de Kawachi Fuji no Japão 04

O túnel de Glicínias no jardim de Kawachi Fuji no Japão 19


JÁ FIZ VÁRIAS POSTAGENS SOBRE GLICÍNIAS MAS AO VER TODA A EXUBERÂNCIA DESTE TÚNEL COM GLICÍNIAS DE CORES VARIADAS, NÃO RESISTI. ESTA MARAVILHA FICA SITUADA NO JARDIM DE KAWACHI FUJI NO JAPÃO, MAIS PERTO DA PARTE SUL DO PAÍS.


Para quem não sabe, a Glicínia é um gênero de plantas de florescência na família da ervilha (Fabaceae), que inclui 10 espécies de trepadeiras lenhosas nativas no leste dos Estados Unidos e na China, Coréia e Japão. As trepadeiras da planta entrelaçam suas hastes no sentido horário ou anti-horário em torno de qualquer apoio disponível e podem subir tão alto quanto 20 m acima do solo e espalhar-se por até 10 metros lateralmente. 

A maior planta de Wisteria sinensis conhecida está em Sierra Madre, na Califórnia, com mais de 1 acre de tamanho e pesando 250 toneladas, plantadas em 1894 da variedade chinesa que tem um delicioso perfume de lavanda.

O o jardim de Kawachi Fuji está localizado a cerca de 6 horas (de acordo com o Google Maps) de Tóquio, a melhor época para visitação é de abril a meados de maio, normalmente o pico no final de abril. O jardim é particular, de modo que há uma taxa de entrada que varia de 5 a 15 reais dependendo da época e da floração. 

Leia mais em: O túnel de Glicínias no jardim de Kawachi Fuji no Japão (31 fotos) - Metamorfose Digital http://www.mdig.com.br/index.php?itemid=27624#ixzz2jcMwoYVZ

quarta-feira, 30 de outubro de 2013

Showa Kinen Park em Tóquio

showakinenpark04.jpg
showakinenpark03.jpg


showakinenpark01.jpg
Showa Kinen Park em tóquio 4
Fonte: Japão em Foco.










Foi criado em 1983 como parte de um projeto para comemorar o Jubileu de Ouro do Imperador Showa .
As bicicletas podem ser alugadas no parque, que tem uma trilha de bicicleta de 11 km com áreas de estacionamento em todos os locais. Há também uma área de churrasco ao ar livre.
Em dezembro, o parque  apresenta uma iluminação de Natal.
O parque pode ser melhor acessado a partir da Estação Nishi-Tachikawa no JR linha Omeou a 15 - a 20 minutos a pé da JR 's Tachikawa Station ou Seibu 's Estação Musashi-Sunagawa .
O vídeo da música do dj TAKA e música "gota" de Kanako Hoshino foi filmado aqui. A canção foi apresentada na versão arcade de Dance Dance Revolution X2 , bem como Beatmania 17: Sirius . A localização também desempenha um papel importante no visual novel Kanon , já que um dos personagens principais, Shiori, gosta de ficar ao lado da fonte na parte leste do parque.


quinta-feira, 24 de outubro de 2013

ALECRIM, A ERVA DA MENTE


Imagem google


Imagem google

Imagem google

Nome científico
Rosmarinus officinalis L.

Família
Lamiaceae (Labiatae)

Nome popular
ALECRINZEIRO, ANECRIL (Beira Baixa)

Origem
Sul da Europa e Norte da África.

Parte usada
Folhas e flores

Propriedades terapêuticas
Estimulante digestivo, anti-espasmódica, estomacal, vasodilatadora, anti-séptica.

Princípios activos
Óleo essencial – Borneol; pineno, canfeno, cânfora, cienol, acetato de bornila -; diperteno – rosmaricina; tanino, saponina; ácidos orgânicos; pigmentos; flavonóides

Indicações terapêuticas
Dores reumáticas, depressão, cansaço físico, gases intestinais, debilidade cardíaca, inapetência, cicatrização de feridas, dor de cabeça de origem digestiva, problemas respiratórios,
Uso Interno
Infusão: 2 a 4 g de alecrim seco para 1 chávena de água a ferver. Tape e deixe repousar por 10 minutos. Beba 3 chávenas por dia após as refeições.

Uso Externo
Para banhos de doentes reumáticos e entorses, coza as folhas de alecrim na quantidade de 30 g para 1 litro de água e utilize em banhos ou compressas quentes.

Efeitos secundários
Em altas doses pode ser tóxico e abortivo. Em doses elevadas pode provocar irritações gastrointestinais. 


Bibliografia: Nunes, João R., 'Medicina popular - Tratamento pelas plantas medicinais', Litexa Editora, Setembro 1999, Chaves, António J. Leal - “Viva Melhor com as Plantas Medicinais” – Edições Une – 2008, “ Os Remédios da Natureza – Selecções Reader’s Digest. 



O alecrim - Rosmarinos officinalis, planta nativa da região mediterrânea - foi muito apreciada na Idade Média e no Renascimento, aparecendo em várias fórmulas, inclusive a 'Água da Rainha da Hungria', famosa solução rejuvenescedora.

Elizabeth da Hungria recebeu, aos 72 anos, a receita de um anjo (um monge?) quando estava paralítica e sofria de gota.
Com o uso do preparado, recobrou a saúde, a beleza e a alegria.
O rei da Polônia chegou a pedí-la em casamento!

Madame de Sévigné recomendava água de alecrim contra a tristeza, para recuperar a alegria.
Rudolf Steiner afirmava que o alecrim é, acima de tudo, uma planta calorífera que fortalece o centro vital e age em todo o organismo.

Além disso, equilibra a temperatura do sangue e, através dele, de todo o corpo.
Por isso é recomendado contra anemia, menstruação insuficiente e problemas de irrigação sangüínea.
Também atua no fígado.

E uma melhor irrigação dos órgãos etimula o metabolismo.
Um ex-viciado em drogas revelou que teve uma visão divina, que o tornou capaz de livrar-se do vício.
Foi-lhe indicado que tomasse chá de alecrim para regenerar e limpar as células do corpo, pois o alecrim continha todas as cores do arco-íris.

O alecrim é digestivo e sudorífero.
Ajuda a assimilação do açúcar (no diabetes) e é indicado para recompor o sistema nervoso após uma longa atividade intelectual.

É recomendado para a queda de cabelo, caspa, cuidados com a pele, lesões e queimaduras; para curar resfriados e bronquites, para cansaço mental e estafa e, ainda, para perda de memória, aumentando a capacidade de aprendizado.

Existe uma graciosa lenda a respeito do Alecrim:
Quando Maria fugiu para o Egito, levando no colo o menino Jesus, as flores do caminho iam se abrindo à medida que a sagrada família passava por elas.

O lilás ergueu seus galhos orgulhosos e emplumados,o lírio abriu seu cálice.
O Alecrim, sem pétalas nem beleza, entristeceu lamentando não poder agradar o menino.
Cansada, Maria parou à beira do Rio e, enquanto a criança dormia, lavou suas roupinhas.

Em seguida, olhou a seu redor, procurando um lugar para estendê-las.
'O lírio quebrará sob o peso, e o lilás é alto demais.
Colocou-as então sobre o Alecrim e ele suspirou de alegria, agradeceu de coração a nova oportunidade e as sustentou ao sol durante toda a manhã.

Obrigada, gentil Alecrim! – disse Maria.
Daqui por diante, ostentarás Flores Azuis para recordarem o manto azul que estou usando.
E não apenas flores te dou em agradecimento, mas todos os galhos que sustentaram as roupas do pequeno Jesus, serão aromáticos.
Eu Abençôo folha, caule e flor, que a partir deste instante terão aroma de santidade e emanarão Alegria.'


Fontes bibliográficas: Nunes, João R., 'Medicina popular - Tratamento pelas plantas medicinais', Litexa Editora, Setembro 1999, Chaves, António J. Leal - “Viva Melhor com as Plantas Medicinais” – Edições Une – 2008, “ Os Remédios da Natureza – Selecções Reader’s Digest.

quarta-feira, 23 de outubro de 2013

ANDIRA INERMIS








foto


foto


foto


NOME CIENTÍFICOAndira inermis.

NOME POPULAR: Morcegueiro, morcegueira, sucupira-da-várzea, andira-uchi

Nota: Tem diversos nomes populares no Brasil e em outros países do mundo.

SINONÍMIA: Andira acuminata, Geoffroea inermis, Andira grandifolia.

FAMÍLIA: Fabaceae - Faboideae.

CICLO DE VIDA: Perene.

ORIGEM: Sul do México e norte da América do Sul (Brasil, Peru, Bolívia).

PORTE: Chega atingir mais de 20 metros de altura.

FOLHAS: Compostas, alternas, com 9 a 15 folíolos, de coloração verde brilhante na face superior.

FLORES: De coloração violeta, despontam nas pontas dos ramos e acontece no final da primavera / início do verão.

FRUTOS: De formato ovóide, com apenas uma semente, amadurecem no outono. São grandes atrativo para morcegos frugívoros, vem daí seu nome popular, aqui no Brasil.  
 TRONCO: Ereto, com 40 a 70 cm de diâmetro e com casca um pouco rugosa.
LUMINOSIDADE: Sol pleno.

ÁGUA: Manter o solo ligeiramente úmido, regando 2 vezes por semana, principalmente quando a planta ainda for jovem, após adulta, só no caso de estiagens prolongadas.

CLIMA: Prefere clima quente e úmido.

PODA: Não necessária, quando jovens, fazer podas de condução, retirando brotações laterais, ramos secos e malformados.

CULTIVO: Prefere solos argilosos, ricos em matéria orgânica. 

Nota: É uma fixadora de nitrogênio no solo.

FERTILIZAÇÃO: Por ocasião do plantio, para uma cova de 40 x 40 cm, misture bem na terra retirada, cerca de 10 colheres de sopa de NPK, fórmula 10-10-10.

UTILIZAÇÃO: Recomendada principalmente para reflorestamento, mas apesar de ser atrativa de morcegos é bastante ornamental, principalmente quando florida.

PROPAGAÇÃO: Por sementes, que tem taxa de germinação alta e que acontece em cerca de até 5 semanas.

PLANTA MEDICINAL: Tem propriedades medicinais, desde que utilizada na dosagem certa, pois o excesso passa a ser tóxica.


terça-feira, 22 de outubro de 2013

AS GLICÍNIAS SEMPRE ME ENCANTAM

touchn2btouched - home sweet home
http://www.pinterest.com/pin/402861129138587073/

COM UMA RECEPÇÃO COMO ESTA TODO VISITANTE FICA ENCANTADO! E ESTA É A IDEIA, CONQUISTAR LOGO NA ENTRADA.

AS BOUGAINVILLEAS, SEMPRE ESPLENDOROSAS

Bougainvillea splendor...window boxes. OMG...my heaven!
foto Pinterest:http://www.pinterest.com/pin/402861129138587042/

PARECE IMPOSSÍVEL UMA PLANTAR FLORESCER COM TANTA EXUBERÂNCIA! MAS, ASSIM SÃO AS BOUGAINVILLEAS.

ORQUIDÁRIO NACIONAL DO IBAMA-BRASÍLIA

Laelia purpurata'Maria Tereza' Hort. ex L.C.Menezescult. nov.Foto de Lou Menezeshttp://www.ibama.gov.br/noticias-2009/carla-bruni-e-michele-obama-as-rainhas 
Laelia purpurata var. werkhaueserii-striata 'Michelle Obama' Hort. Ex L. C. Menezes cult. nov.
Foto de Lou Menezes
http://www.ibama.gov.br/noticias-2009/carla-bruni-e-michele-obama-as-rainhas


Laelia purpurata var. Flammea 'Carla Bruni' Hort. Ex L. C. Menezes cult. nov.
(
engenheira florestal/analista ambiental e chefe do Orquidário Nacional do Ibama, Lou Menezes)
Foto de Lou Menezes
http://www.ibama.gov.br/noticias-2009/carla-bruni-e-michele-obama-as-rainhas
Ibama/Divulgação
Fonte da imagem: http://revistagloborural.globo.com/Revista/Common/0,,ERT208034-18078,00.html
MAIOR ORQUÍDEA DO MUNDO: Grammatophyllum speciosum existente no Orquidário Nacional do IBAMA em Brasília.
Inaugurado em 1982, o Orquidário Nacional do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) abriga aproximadamente três mil exemplares de diversas espécies e gêneros dessa flor. Entre os tipos que podem ser contemplados durante o passeio, está o Grammatophyllum speciosum, considerado “a maior orquídea do mundo”. O exemplar brasiliense, de 6 anos, possui 19 hastes florais, com três metros de altura, coroado por mais de 400 flores. Natural da Malásia, a muda recebeu um tratamento diferenciado pra sobreviver às diferenças climáticas. Com o intuito de driblar a falta de umidade, abundante em seu país de origem, foi construído um pequeno córrego ao seu redor, que a mantém a salvo da secura do Planalto Central.Quando: De segunda a sexta-feira, das 9h às 11h30 e das 14h às 16h30.Onde: Ibama - Edifício Sede - SCEN trecho 02 (acesso pela L4 Norte).Local: Asa NortePreço: Grátis.Informações: 3316-1212. 

segunda-feira, 21 de outubro de 2013

BELA, MAIS QUE BELA: Beallara Smile Eri

 Изображение

AS ORQUÍDEAS SÃO NA GRANDE MAIORIA SEMPRE MUITO BELAS MAS ESTA, PELA FORMA COMO AS CORES ESTÃO DISTRIBUÍDAS PARECE QUE FORAM AS MÃOS DE UM PINTOR QUE COLORIRAM A BAINHA DAS PÉTALAS DE LILÁS FAZENDO UM BELO CONTRASTE COM A COR BRANCA DO RESTANTE DA PÉTALA. UM VERDADEIRO DELEITE PARA NOSSA VISÃO.

Fonte da imagem: http://orchclub.com.ua/viewtopic.php?f=19&t=222&start=225

sábado, 19 de outubro de 2013

JARDIM BOTÂNICO DE BRISBANE - AUSTRÁLIA

Brisbane Botanic Gardens (Vista exterior)

Foto n. 1
Brisbane Botanic Gardens (Vista exterior)
Foto n. 2
Foto n. 3
Um exemplar magnifíco de Ficus benjamina, com cerca de 30 metros de altura, nos Jardins Botânicos de Brisbane, na Austrália.

Foto n. 4


Foto n. 5

Jardim Botânico de Brisbane - Brisbane - Tourism Media

Foto n. 6
Jardim Botânico de Brisbane - Brisbane - Tourism Media
Foto n. 7

Jardim Botânico: Situado às margens do rio Brisbane, é o segundo maior jardim botânico da Austrália e um ótimo refúgio em meio à agitação dos arranha-céus. No passado abrigava a horta dos prisioneiros da colônia penal. A área começou a ganhar sua aparência atual em 1855, pelas mãos do botânico Walter Hill. Centenas de aves aquáticas frequentam os lagos espalhados pelos 18 hectares do jardim. Hoje o famoso manguezal do rio Brisbane é uma área protegida. Uma passarela foi construída especialmente para que possa ser admirado.

Está localizado na cidade de Queensland , local onde existem milhares de espécies de flores e plantas em amostras ao ar livre. No parque existe uma ampla estrutura para realizar diversos tipos de passeios ou atividades esportivas, tornando este local ainda mais frequentado por pessoas de todas as idades, principalmente jovens e adultos.
Situado logo no sopé da montanha de Brisbane, onde toda esta imensidão pode ser admirada nas visões geradas em cada zona do Jardim Botânico. Interessante notar que dentro da zona existe até mesmo um grande planetário que rotineiramente demonstra informações novas sobre novos achados na estratosfera.
No jardim japonês podem ser encontradas diversas espécies nativas do país asiático que causa admiração até mesmo daqueles que não se ligam muito em temáticas botânicas. Visitantes não precisam dispor de reserva financeira para realizar a visitação turística. Os jardins estão abertos diariamente para qualquer idade em horário integral.
FONTES:
http://turismo.culturamix.com/ecoturismo/parques-nacionais/jardim-botanico-de-brisbane

Fotos:

Fotos n. 1
http://www.trivago.com.br/brisbane-44311/jardim-bot%C3%A2nico/brisbane-botanic-gardens-940044/foto-i9658550
Foto n. 2 :http://www.trivago.com.br/brisbane-44311/jardim-bot%C3%A2nico/brisbane-botanic-gardens-940044/foto-i9658544
Foto n. 3 : http://www.plantas-interior.com/
Foto n. 4 : http://gardensofmylife.blogspot.com.br/2011/10/botanical-garden.html
Foto n.6 : 

http://www.expedia.com.br/Brisbane-Botanic-Gardens-Brisbane.d6061055.Guia-de-Viagem?rfrr=Redirect.From.www.expedia.com%252FBrisbane-Botanic-Ga